Skip to content
Home » Kinguio Telescópio: Como cuidar do Peixe Zoiudo

Kinguio Telescópio: Como cuidar do Peixe Zoiudo

  • by
goldfish, fish, aquarium-5040540.jpg

Se procura um peixe elegante, com impressionantes nadadeiras e uma ampla variedade de cores e padrões, então o Kinguio telescópio poderá ser perfeito para o seu aquário. Na verdade, o peixe Telescópio, também apelidado de peixe Zoiudo, é uma das variedades de peixinho dourado mais populares do mundo, devido à sua aparência única e exótica.

Neste guia, fornecemos toda a informação necessária para manter o seu Kinguio feliz e saudável.

Divulgação de Links de Afiliados: Este post contém links de afiliados. Sempre que utilizar um dos links de afiliados anunciados neste artigo e fizer uma compra, eu receberei uma pequena comissão, sem qualquer custo adicional para você.

O Kinguio Telescópio “Black Moor é uma das variedades mais famosas.

Ficha Técnica

Nome Científico:Carassius auratus
Nome comum:Peixe telescópico, Kinguio Telescópio, Peixe Zoiudo
Temperatura:Entre 17º e 22º
KH: 4 – 20
pH:6,5 — 7,5
Aquário80 – 100 Litros
Tamanho:Até 20 cm
Temperamento:Pacífico
Expectativa de vida:Entre 7 a 15 anos (Em certos casos, podem chegar aos 25 anos)

Origem

Acredita-se que a origem do Kinguio Telescópio data o início do ano 1700, inicialmente chamado de Olho de Dragão (Dragon Eye) e Peixe Dragão (Dragon Fish). Mais tarde, foi batizado de Demekin no Japão.

Hoje em dia é conhecido como Peixe Telescópio em todo o mundo.

Kinguio-Telescópio-Pintura-Chinesa

Características

As características únicas e principais do Kinguio Telescópio, são os seus grandes olhos salientes que reproduzem um pequeno telescópio ou óculo, explicando assim a razão do seu nome. Os olhos possuem a forma de uma cúpula, são mais largos na base do que na ponta. 

O seu corpo apresenta uma forma oval, complementado por uma longa e vistosa cauda, que geralmente pode variar entre cauda véu e cauda borboleta. Adicionalmente, apresenta um par de nadadeiras caudais bifurcadas, uma nadadeira dorsal longa e um par de nadadeiras peitorais, anais e pélvicas. 

Cuidados a ter com os olhos do Kinguio Telescópio

Além de ser reconhecido como um nadador desajeitado, o Kinguio Telescópio possui uma visão reduzida, que faz com que tenha dificuldade em detectar e evitar o perigo. Por isso mesmo, precisam de um ambiente seguro, onde possam nadar livremente, sem o risco esbarrar em decoração bicuda e danificar os olhos.

O que acontece quando o Peixe Telescópio danifica o olho?

Uma vez danificado o olho do Kinguio Telescópio, este fica danificado para sempre. Assim sendo, é muito importante que o seu aquário seja seguro e não contenha objetos que possam perfurar ou machucar os seus olhos delicados.

Variedades de peixe telescópio mais comuns:

O Kinguio Telescópio é conhecido pela sua variedade de cores, padrões e nadadeiras.

Veja algumas das variedades mais comuns:

Kinguio-Black-Moor
Telescópio preto ou Black Moor
Kinguio Telescópio Panda
Kinguio Telescópio Panda
Kinguio Telescópio Branco
Kinguio Telescópio Branco
Kinguio Telescópio Laranja
Kinguio Telescópio Laranja

Aquário

O tamanho do aquário é o fator mais importante na saúde do Kinguio. Embora seja comum ver Kinguios mantidos em pequenos aquários sem filtro, isso leva a condições de grande desconforto e sofrimento, acabando por ser fatal para os peixes.

Nesse sentido, o tamanho ideal do aquário para o Peixe Telescópio é de 100 Litros (no mínimo). Com toda a certeza, quanto maior o volume de água, mais fácil será manter a água limpa e parâmetros estáveis.

Além disso, caso queira adicionar mais peixes Telescópio ou outros Kinguios ao seu aquário, deve adicionar 40 litros por cada peixe adicional. No caso de dois Kinguios, o aquário deve ter capacidade de, no mínimo, 140 litros de água.

O substrato deve ser pequeno e redondo, para que o peixe não se machuque a procurar por comida no fundo. Deve evitar muita decoração e manter um grande espaço em aberto, para o seu peixe nadar livremente, sem chocar em adereços de aquário.

Consulte o guia completo de montagem e manutenção do Aquário para Kinguio.

Filtragem

A qualidade da água também é um fator muito importante na saúde do Kinguio Telescópio, uma vez que é ainda mais susceptível a problemas oculares relacionados a fungos ou bactérias, quando comparado a outras variedades de Kinguios.

O Kinguio come e cresce bastante, o que faz com que produza bastantes resíduos. Por essa razão, necessita de um poderoso filtro capaz de filtrar 10 vezes a litragem total do aquário por hora. Nesse sentido, recomendamos um filtro canister externo, que proporciona filtragem biológica, química e mecânica. 

Além disso, é muito importante realizar trocas parciais de água (TPA) semanais de 50% e utilizar o sifão com regularidade. Se respeitar uma rotina de limpeza e manutenção semanal, com certeza terá muito sucesso na qualidade da água do aquário.

Por fim, também deve testar os parâmetros da água com alguma frequência. Os Kits de testes são uma ferramente valiosa para avaliar a qualidade da água e detectar potenciais problemas.

Alimentação 

A alimentação do Kinguio deve ser variada e equilibrada, composta por ração, vegetais e frutas.

Em primeiro lugar, é essencial incluir uma ração de alta qualidade em sua dieta principal. No que diz respeito à quantidade de ração diária, é recomendado ajustar com base na quantidade que o peixe consegue consumir em 2 a 3 minutos e repetir este processo 2 a 3 vezes por dia.

IMPORTANTE: Antes de alimentar o seu peixe com ração, é importante molhar a ração com água do aquário. Este processo permite que a ração afunde e evita que o peixe se alimente na superfície. Quando os peixes se alimentam na superfície, podem acabar ingerindo ar, o que pode levar à doença da bexiga natatória!

Kinguio Telescópio

Além disso, é importante incluir vegetais na dieta do Kinguio, tais como: ervilhas sem casca, alface e espinafres. As ervilhas (sem casca) são um alimento muito importante na dieta do Kinguio, porque ajudam a combater a constipação e outros problemas de digestão.

As frutas recomendadas são: Uva, Laranja, Melancia, Maçã, Banana e Morango, Pera, Manga.

Por último, sendo um animal omnívoro, o Kinguio deve comer alimentos como: Artêmia, Tenébrio e Dáfnia. No entanto, este alimento vivo ou congelado, deve ser oferecido apenas ocasionalmente.

A alimentação do Kinguio é muito importante para acelerar o crescimento e evitar problemas de saúde. Por isso mesmo, aconselhamos a consultar o guia completo da alimentação do Kinguio.

Companheiros de aquário

O Kinguio é muito dócil, porém, não deve ser mantido com peixes pequenos. Devido ao seu grande apetite, poderá tentar comer outros peixes menores, que caibam na sua boca. Por outro lado, os peixes pequenos poderão mordiscar as longas nadadeiras do Kinguio.

Em suma, deve manter apenas Kinguios Telescópio ou outro tipo de Fancy Goldfish no mesmo aquário. Sendo o Telescópio um peixe lento, é muito importante manter apenas peixes que sejam igualmente lentos, como: Kinguio Oranda, Kinguio Ryukin, Kinguio Pérola ou Kinguio Ranchu. Caso contrário, peixes rápidos e ágeis podem estressar o seu peixe durante a alimentação ou até mesmo danificar os seus olhos sensíveis.

Kinguio macho ou fêmea?

Identificar o sexo do Kinguio envolve uma inspeção ao corpo do seu peixe.

Os peixinhos dourados machos são tipicamente menores do que as fêmeas (embora possa variar com a idade e genética) e desenvolvem periodicamente tubérculos brancos nas suas capas branquiais e nadadeiras peitorais. 

A quantidade e local dos tubérculos poderá variar, mas quase todos os machos irão desenvolvê-los pelo menos uma vez na sua vida.

Adicionalmente, também é possível identificar um macho através das nadadeiras peitorais mais pontiagudas que as fêmeas. Além disso, geralmente os machos perseguem as fêmeas durante a época reprodutiva.

Por outro lado, as fêmeas tipicamente possuem um corpo mais arredondado e nadadeiras peitorais num formato mais circular.

Reprodução

A forma natural de reproduzir estes peixes, é colocando um macho e uma fêmea juntos num aquário que não seja demasiado pequeno e colocar algumas plantas aquáticas flutuantes, que auxiliam os peixes a nidificar os seus ovos. 

Uma vez que a fêmea libera os ovos e o macho os fertiliza, os progenitores devem ser retirados do aquário. 

Quando os ovos eclodirem, os alevinos alimentam-se do saco vitelino por 1 a 3 dias e não é necessário alimentá-los durante este período.  Assim que começarem a nadar, poderão ser alimentados com comida própria para alevinos.

Se está interessado na reprodução de Kinguios em aquário, dê uma vista de olhos no nosso guia completo e detalhado para reproduzir Kinguios em aquário.

Dois Kinguios Telescópio em aquário

Está com problemas no seu aquário?

Saiba como corrigir os erros comuns de principiantes e torne-se um especialista: Acesse o Curso Agora Mesmo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *