Skip to content
Home » 5 Peixes Compatíveis com o Kinguio

5 Peixes Compatíveis com o Kinguio

  • by
pets, ornamental fish, goldfish-1922071.jpg

A verdade é que, sim, os Kinguios podem ser mantidos com outros peixes com temperamento e necessidades muito semelhantes. No entanto, é muito mais fácil garantir o seu bem-estar quando mantidos apenas com outros Kinguios.

São peixes relativamente pacíficos, mas acabam por comer peixes menores e podem facilmente ser intimidados por outros tipos de peixes do mesmo tamanho, causando estresse constante. O seu habitat natural é temperado a subtropical, então não devem ser mantidos com peixes tropicais e produzem muito mais amônia do que grande parte dos outros peixes tropicais.

O Kinguio pode viver com outros peixes?  

A questão de compatibilidade de Kinguios com outras espécies de peixes é um tema complexo e muito debatido na comunidade. A realidade é que, na maioria das vezes, os Kinguios dão-se melhor quando mantidos exclusivamente com outros peixes da mesma espécie. 

Embora existas situações excepcionais onde a coabitação com outras espécies pode ser bem sucedida, muitas vezes podem resultar em problemas em condições semelhantes. Por isso, geralmente não é aconselhável correr tais riscos, pois as consequências podem ser prejudiciais para os peixes.

Kinguios juntos em aquário

Fatores Importantes:

Temperatura

Os Kinguios são originários de riachos e considerados peixes de água fria, em comparação com as condições tropicais preferidas por muitas outras espécies de aquário.  Nesse sentido, os Kinguios adaptam-se melhor a temperaturas que variam entre os 18 °C e 24 °C, e até suportam temperaturas mais baixas. A preferência por águas mais frias, significa que, de facto, os Kinguios são idealmente alojados em aquários sem aquecimento adicional, eliminando a compatibilidade com espécies que necessitam de temperaturas mais elevadas. Quando mantidos em temperaturas demasiados elevadas podem ficar estressados e, portanto, vulneráveis a doenças. 

Temperamento

Em termos de temperamento, os Kinguios são reconhecidos pela sua natureza dócil e pacífica, evitando disputas territoriais. Este comportamento pacífico exige uma seleção cuidadosa dos companheiros de aquário, uma vez que o Kinguio não consegue defender-se de espécies mais agressivas, principalmente as variedades de Kinguios mais extravagantes, com dificuldades em mover-se rapidamente. A introdução de peixes agressivos ou territoriais pode levar a estresse excessivo e a conflitos territoriais.

Adicionalmente, peixes que têm o hábito de morder ou beliscar as nadadeiras de outros peixes devem ser evitados a todo o custo.

Tamanho

A compatibilidade de tamanhos é outro fator fundamental na escolha de companheiros de aquário para Kinguios. Idealmente, devem ser de tamanho médio, com cerca de 5 a 15 cm de comprimento. Esta característica é particularmente importante, visto que o apetite voraz do Kinguio, pode levar a engolir companheiros de aquário menores, confundindo-os com comida.

Peixes Compatíveis com o Kinguio

Aqui vai uma pequena lista de alguns peixes que podem viver com Kinguios:

1. Kinguio

Os Kinguios são considerados os melhores companheiros de aquário, principalmente devido às suas necessidades comportamentais e porque prosperam na mesma margem de temperatura, a qual é normalmente mais fria do que a exigida pelos peixes tropicais. 

Adicionalmente, são conhecidos pela sua natureza pacífica e apreciam a companhia da mesma espécie, ajudando a reduzir o estresse e a promover comportamentos naturais.

É muito importante ter em atenção que os Kinguios comuns, Cometas e Shubunkins, que se movem mais rapidamente, podem competir com peixes mais lentos e mais sensíveis como o Ryukin, Ranchu e o Telescópio, pelo que os peixes de corpo longo e os de corpo curto devem ser mantidos separadamente.

Dois peixinhos dourados em aquário

2. Carpas

Kinguios e carpas podem muitas vezes coexistir harmoniosamente em lagos, principalmente devido à sua origem e necessidades semelhantes. Ambos prosperam em águas temperadas e podem adaptar-se a uma série de condições. Além disso, ambas as espécies são geralmente pacíficas e podem coexistir sem agressão significativa.

No entanto, é importante realçar que apenas as variedades maiores e mais rápidas de Kinguio devem ser mantidas com Carpas Koi. Variedades como Cometa ou Shubunkin são mais adequadas para coabitar com carpas, devido ao seu tamanho e velocidade de natação. Estas variedades conseguem acompanhar melhor as carpas e têm menos probabilidades de serem atropeladas por comida ou de se magoarem acidentalmente devido ao maior tamanho e força das carpas.

Lago com carpas e Kinguios

3. Peixe Dôjo

O Dôjo e o Kinguio prosperam em condições de água semelhantes, visto que ambos preferem temperaturas de água mais frias, típicas de climas temperados.

Estes peixes são conhecidos pelo seu comportamento pacífico, o que os torna excelentes companheiros para os igualmente tranquilos Peixinhos Dourados. Não são conhecidos por exibirem um comportamento territorial, reduzindo significativamente o risco de conflitos no aquário.

No entanto, é muito importante garantir que o aquário é suficientemente grande para acomodar confortavelmente as duas espécies, com espaço suficiente para o peixe Dôjo explorar livremente e esconder-se sempre que necessário. O aquário deve ter um substrato macio, como areia, para o Dôjo se esconder e para proteger os delicados barbilhos.

4. Tanictis

Os Tanictis podem ser compatíveis com os Kinguios em determinadas condições, principalmente devido à sua preferência por águas mais frias, visto que ambas as espécies sentem-se confortáveis em águas com temperaturas que variam entre os 18 °C e os  24 °C.

Uma diferença significativa é o facto de os Tanictis preferirem algum movimento de água, semelhantes aos seus habitats nativos de riachos. Esta preferência pode ser ligeiramente problemática para as variedades mais delicadas de Kinguios, que geralmente se adaptam melhor em águas calmas. 

Os Tanictis são conhecidos pela sua natureza social e preferem viver em grupos. São peixes de cardume e sentem-se mais confortáveis e visivelmente ativos quando mantidos em grupos, o que deve ser considerado quando se planeia o tamanho do aquário.

Outro aspeto a considerar, é a tendência dos Tanictis para mordiscarem as nadadeiras de outros peixes. Este comportamento pode ser altamente estressante para os Kinguios, principalmente para os que têm nadadeiras longas e fluidas. 

Por fim, se os Kinguios forem significativamente maiores do que as Tanictis, existe o risco de os Kinguios tentarem engolir os peixes menores.

Em resumo, esta compatibilidade pode resultar dependendo do tamanho do aquário, personalidade e características individuais de cada peixe.

5. Peixe Zebra ou Danio Rerio

Os Danios zebra são geralmente considerados compatíveis com Kinguios, mas com algumas reservas. A sua compatibilidade é influenciada principalmente por preferências de temperatura da água semelhantes.

Os Zebra Danios são conhecidos pelos seus elevados níveis de energia e comportamento ativo e preferem ambientes com algum movimento de água, o que pode contrastar com as águas mais calmas preferidas por certos tipos de Kinguios. Além disso, a natação ativa dos Danios pode ser demasiado vigorosa para os Kinguios mais delicados, podendo causar estresse.

Os Danios Zebra são peixes de cardume e é importante assegurar que o aquário é suficientemente espaçoso para acomodar a sua natação ativa, sem invadir o espaço dos Kinguios.

Uma preocupação com os Zebra Danios é a sua tendência para mordiscar as nadadeiras, que pode ser problemático para os Kinguios com nadadeiras longas e fluidas.

Kinguio e Cascudo são compatíveis?

Não é, de todo, recomendado misturar Kinguios com Cascudos. 

Os Kinguios preferem temperaturas mais frias, enquanto os Cascudos são peixes tropicais. 

Além disso, os Cascudos podem crescer muito mais do que os Kinguios e tendem a se alimentar da camada de muco dos Kinguios, causando estresse e ferimentos, especialmente à noite, quando são mais ativos.

Kinguios e camarões podem viver juntos?

Esta combinação está, na maioria das vezes, destinada ao fracasso. 

Os camarões são suficientemente pequenos para serem considerados comida, visto que os Kinguios tendem a comer tudo o que lhes caiba na boca, incluindo pequenos camarões. 

Este comportamento dificulta manter uma população estável de camarões num aquário com Kinguios. Para a segurança e bem-estar dos camarões, é aconselhado evitar mantê-los juntos no mesmo aquário.

Considerações Finais

Para concluir, embora existam alguns peixes de aquário potencialmente compatíveis com Kinguios, é importante reconhecer que mantê-los com outras espécies acarreta sempre riscos inerentes. Cada Kinguio tem a sua personalidade e comportamento únicos, e o que funciona para um aquarista, pode não funcionar para outro. 

O sucesso destas combinações pode variar muito, enquanto algumas vezes resulta numa coexistência harmoniosa, outras vezes surgem desafios que resultam num ambiente estressante ou prejudicial para os peixes. 

Por isso, a opção mais segura e fiável é, sem dúvida, manter Kinguios com a sua própria espécie, assegurando um ambiente compatível e seguro.

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *