Skip to content
Home » Posso Juntar Peixes e Tartarugas no Aquário?

Posso Juntar Peixes e Tartarugas no Aquário?

  • by
Tartarugas e peixes no aquário

Sim, é possível, mas muito desafiador e arriscado. Mesmo seguindo todos os passos corretamente, ainda vai necessitar de sorte para resultar perfeitamente. Embora seja uma ideia tentadora, é muito difícil encontrar espécies compatíveis e garantir a segurança dos peixes no aquário.

Resumidamente, a coexistência de peixes e tartarugas costuma ser prejudicial para ambos.

No entanto, existem alguns métodos que permitem aumentar a probabilidade de sucesso, principalmente se estivermos falando de juntar tartarugas e peixes num lago, como falaremos mais abaixo.

Agora que está ciente da dificuldade, confira o nosso artigo e descubra os fatores que determinam o sucesso ou falhanço em manter peixes e tartarugas juntos.

Divulgação de Links de Afiliados: Este post contém links de afiliados. Sempre que utilizar um dos links de afiliados anunciados neste artigo e fizer uma compra, eu receberei uma pequena comissão, sem qualquer custo adicional para você.

Desvantagens de manter peixes e tartarugas no mesmo aquário:

  1. Estresse: É provável que os peixes vivam constantemente escondidos e estressados, prejudicando a sua saúde e bem-estar.
  1. Parâmetros de água diferentes: As tartarugas e os peixes têm requisitos de qualidade de água diferentes e manter condições óptimas para ambos pode ser um desafio.
  1. Agressão: As tartarugas podem ser agressivas e podem machucar ou estressar os peixes.
  1. Transmissão de doenças: As tartarugas e os peixes podem transmitir diferentes doenças e parasitas de uma espécie para a outra.
  1. Diferença de tamanho: As tartarugas podem crescer muito mais do que a maioria dos peixes de aquário. Muitas espécies vão crescer rapidamente, causando estresse e reduzindo a quantidade de espaço para os peixes.
  1. Alimentação: Peixes e tartarugas possuem dietas diferentes e será difícil alimentá-los em separado, causando estresse para ambos.
  1. Filtragem: As tartarugas produzem muitos resíduos, o que poderá ser difícil para manter a água limpa e segura para os peixes. Vai ser necessário um filtro muito poderoso.
  1. Iluminação: As tartarugas necessitam de acesso à iluminação UVB, que pode ser prejudicial para os peixes. Será necessário fornecer iluminação diferente para ambas as espécies.
  1. Zona seca: As tartarugas necessitam de uma área seca, que poderá ocupar muito espaço no aquário, reduzindo o espaço para os peixes.
  1. Custo: Manter tartarugas e peixes juntos pode ser mais dispendioso do que manter apenas uma espécie, devido à necessidade de equipamento adicional.
  1. Manutenção: O aquário necessita de limpeza e trocas parciais de água mais regulares.
Tartaruga em aquário

Fatores de sucesso ao manter peixes e tartarugas:

1. Manter apenas uma tartaruga no aquário

Geralmente, as tartarugas de espécies diferentes tendem a entrar em conflito. Então se juntar tartarugas de espécies diferentes já é complicado, imagine juntar várias tartarugas num aquário com peixes.

Mesmo quando pertencem à mesma espécie, é comum que os machos entrem frequentemente em conflito pela disputa das fêmeas. Além disso, tartarugas maiores da mesma espécie, por vezes, podem ferir e mutilar tartarugas menores.

O ideal é manter apenas uma tartaruga no aquário, para evitar agressão entre tartarugas.

2. Tamanho do aquário

Se quiser adicionar peixes ao aquário de tartarugas, então necessita de investir num grande aquário. Neste caso, quanto maior o aquário, maior será a taxa de sucesso. Idealmente, o aquário deve ter pelo menos 300/400 Litros, para acomodar confortavelmente uma tartaruga e alguns peixes.

Em aquários com dimensões insuficientes, é provável que ocorram conflitos agressivos entre as tartarugas e os peixes

3. Filtragem e Oxigenação

As tartarugas são conhecidas por produzir gerar uma quantidade significativa de resíduos, o que torna essencial a utilização de um sistema de filtragem altamente eficaz para garantir a saúde dos peixes.

Recomenda-se equipar o aquário com um filtro externo do tipo Canister adequado ao tamanho do aquário. Estes filtros vão tratar da filtragem mecânica, biológica e química. 

A importância do filtro não pode ser subestimada, uma vez que, enquanto as tartarugas possuem uma notável resistência, os peixes são sensíveis e precisam de parâmetros de água estáveis.

Nesse sentido, é crucial monitorar regularmente os níveis de nitritos, nitratos e amônia na água do aquário e realizar trocas parciais de água de 25% a 50% sempre que necessário, a fim de manter uma qualidade de água adequada.

Por fim, assegure-se de manter uma circulação de água adequada e promover a agitação da superfície para facilitar a oxigenação da água.

4. Abrigos para os peixes

Em algumas situações, os peixes podem encontrar-se em constante estresse. Então deixar os peixes desprovidos de abrigo ou de locais para se esconder é simplesmente cruel.

Desse modo, uma estratégia eficaz para prevenir conflitos entre os peixes e a tartaruga, é a aquisição de ornamentos projetados especificamente como esconderijos para os peixes. Geralmente, pequenos refúgios proporcionam aos peixes a privacidade e a segurança necessárias.

É fundamental que esses esconderijos sejam eficientes, de modo que seja impossível para a tartaruga acessá-los.

Alguns exemplos:

5. Separar o aquário

Se o aquário for grande o suficiente, poderá separar o aquário em dois, utilizando uma rede ou separador de vidro. Desse modo, a tartaruga não pode atacar os peixes e pode se ir acostumando com a sua presença.

Neste caso, necessita de um aquário muito grande, com espaço para os peixes e a tartaruga nadarem livremente. A grande vantagem é que não precisa de outro aquário, caso a tartaruga se torne agressiva e territorial.

6. Peixes compatíveis com tartarugas

Nem todos os peixes são compatíveis com tartarugas, portanto, é crucial selecionar as espécies de peixe mais adequadas.

  • Plecos/Cascudos poderão ser uma escolha acertada, desde que tenham o mesmo tamanho ou sejam maiores que a tartaruga. Em geral, quanto maior o peixe, maior a probabilidade de sucesso.
  • É fundamental escolher peixes enérgicos que não caiba na boca da tartaruga. Peixes mais ágeis e velozes são preferíveis nesse caso.
  • Os peixes que são lentos e têm caudas grandes e chamativas, tais como Guppies ou Kinguios, nunca devem ser mantidos com tartarugas. Estes vão ser perseguidos exaustivamente pelas tartarugas.

Dicas para manter peixes e tartarugas

  • Antes de tudo, é essencial garantir que os peixes e as tartarugas compartilhem necessidades compatíveis em relação à temperatura e aos parâmetros da água.
  • Antes de introduzir os peixes, é aconselhável alimentar a tartaruga para reduzir a probabilidade de tentar caçar os peixes.
  • Após a aclimatação e introdução dos peixes no aquário, é essencial observar o comportamento da tartaruga para verificar se ela apresenta comportamento agressivo. Se isso ocorrer, o peixe deve ser retirado imediatamente.

7. Escolher a tartaruga

A maioria das tartarugas são onívoras, o que significa que se alimentam de uma dieta equilibrada de plantas, vegetais e proteína animal. No entanto, é importante ter em mente que algumas tartarugas são mais propensas a caçar peixes e outros habitantes do aquário, portanto, é importante escolher uma espécie que se adapte bem a um ambiente com peixes.

Por isso mesmo, é importante pesquisar cada espécie e garantir que é compatível com os restantes membros do aquário.

As espécies de tartarugas mais adequadas para serem mantidas em aquários junto com peixes são aquelas que têm um crescimento moderado, são de natureza pacífica e possuem uma dieta distinta em relação aos peixes.

1. Tartaruga da lama (Kinosternon)

Crescem pouco e geralmente não têm tanto interesse em caçar peixes, ao contrário de espécies maiores.

 2. Tartaruga Almiscarada (Sternotherus Odoratus)

Espécie relativamente pequena, que chega ao 15 cm em adulta.

3. Outras espécies pequenas

IMPORTANTE: Nenhuma destas espécies será uma escolha 100% segura. É importante lembrar que qualquer tartaruga pode, a qualquer momento, tentar atacar os peixes, o que poderá exigir a separação em aquários distintos.

Posso juntar tartarugas e peixes num lago?

Os lagos não apenas possibilitam a coexistência pacífica entre tartarugas e peixes, como também proporcionam um ambiente mais natural e seguro em comparação aos aquários.

A abundância de espaço, permite que os peixes evitem as tartarugas, sempre que necessário. Além disso, um lago bem construído deve oferecer muitos esconderijos e amplo espaço para que tartarugas e peixes nadem livremente

turtles, reptiles, tortoise shell-4312790.jpg

No entanto, a seleção de espécies compatíveis é um fator crítico para o sucesso. Então é importante introduzir espécies pacíficas e peixes do mesmo tamanho ou maiores que as tartarugas. Outro fator importante, é fornecer uma dieta nutritiva e equilibrada às tartarugas, para reduzir a predação.

Embora seja possível criar um ambiente harmonioso, ainda existem riscos inerentes envolvidos. É importante reconhecer que os temperamentos e circunstâncias individuais podem variar. Em alguns casos, pode ser melhor mantê-los separados.

Sempre recomendamos realizar uma pesquisa detalhada e monitorar de perto os habitantes do seu lago para garantir a segurança e o bem-estar tanto das tartarugas quanto dos peixes.

Perguntas frequentes:

As tartarugas comem peixes?

Sim, as tartarugas comem peixes. De facto, na natureza, são uma das principais fontes de alimento das tartarugas. Dito isto, certas espécies de tartarugas são mais atraídas pelos peixes do que outras.

Posso Juntar tartaruga-tigre-d’água com peixes?

Não é recomendado. Esta tartaruga cresce muito e é muito provável que ataque ou acabe comendo os peixes.

Posso Juntar Kinguio com tartaruga em aquário?

Nunca é aconselhável colocar Kinguios e tartarugas no mesmo aquário! Além da incompatibilidade de temperaturas, alguns Kinguios são lentos e desajeitado, então será fácil para a tartaruga atacar as suas longas nadadeiras.

Tartarugas podem viver com Cascudo?

Sim, o Cascudo pode ser uma boa escolha para coabitar com tartarugas, contanto que seja de tamanho igual ou superior à tartaruga. No entanto, é importante lembrar que as tartarugas podem ter comportamentos imprevisíveis e pode haver conflitos entre as duas espécies.

Adicionalmente, é importante considerar que os Cascudos podem, por vezes, sugar a carapaça das tartarugas. Este comportamento pode causar danos, especialmente se a carapaça da tartaruga estiver mole ou frágil.

Conclusão

Na nossa perspectiva, o risco de combinar peixes com tartarugas em um aquário geralmente supera quaisquer benefícios. Em muitos casos, os peixes acabam sofrendo, seja fisicamente ou devido ao estresse.

Na maioria das situações, as tartarugas tendem a perseguir os peixes até a exaustão e podem eventualmente comê-los.

Está com problemas no seu aquário?

Saiba como corrigir os erros comuns de principiantes e torne-se um especialista: Acesse o Curso Agora Mesmo!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *