Skip to content
Home » Tipos de Kinguio: 12 Variedades Principais

Tipos de Kinguio: 12 Variedades Principais

  • by
Kinguios-em-aquário

Os Kinguios são, sem dúvida, uns dos peixes de aquário mais conhecidos e queridos em todo o mundo e sua história se estende por milhares de anos.

Na China antiga, a carpa Cruciana era normalmente cultivada para fins alimentares e estes peixes eram naturalmente prateados ou cinza. Algures durante a dinastia Jin (século IV), algumas carpas nasceram com escamas vermelhas, levando os agricultores a criar seletivamente esses peixes coloridos. Mais tarde, graças à reprodução seletiva, surgiram variações fascinantes com características verdadeiramente singulares.

Acredita-se que os Kinguios tenham sido introduzidos no Japão no início do século XVI, trazidos da China para as regiões de Kansai e Kyushu. Portanto, não é surpreendente que algumas das variedades mais famosas sejam oriundas do japão.

Principais Tipos e Variedades de Kinguio:

Ao longo dos séculos, através da reprodução seletiva, surgiram diversas variedades de Kinguios. Cada variedade apresenta características únicas, como a forma da cabeça e corpo, cores, padrões, escamas e nadadeiras.

Kinguio Comum

goldfish, fish, swim-43279.jpg

O Kinguio Comum é o peixe de aquário mais conhecido em todo o mundo, encontrado na maioria das lojas de animais. É um peixe ativo, ágil e muito resistente, que podem viver em um lago ou grande aquário. Apesar de serem vendidos quando pequenos, podem atingir os 35 cm e apresentar diversas cores, tais como: vermelho, laranja, branco, preto e amarelo. 

Seu corpo apresenta um formato esguio, destacando-se pela presença de uma única nadadeira caudal, dois conjuntos de nadadeiras em pares (nadadeiras peitorais e pélvicas) e três nadadeiras distintas (nadadeira dorsal, caudal e anal). Em geral, essas nadadeiras exibem um contorno retilíneo, com a nadadeira dorsal ligeiramente côncava.

Kinguio Cometa

Kinguio-Cometa

O Kinguio Cometa foi criado seletivamente na década de 1880 por Hugo Mulertt, um funcionário do governo dos Estados Unidos. Graças às suas características únicas, rapidamente ganharam popularidade e tornaram-se uma das variedades mais comuns.

Devido à sua natureza ágil e ativa, necessitam de muito espaço para nadar livremente, tornando-os mais adequados para lagos. O Kinguio Cometa é semelhante ao Kinguio Comum, mas ligeiramente menor e mais esguio, distinguindo-se principalmente pela sua longa e fluída cauda bifurcada. Mas também pela grande variedade de cores, ao contrário do Kinguio comum.

Kinguio Fantail 

Kinguio Fantail Cálico

A maioria das variedades de Fantail têm corpos redondos e curtos, sendo menos ágeis e mais lentos. A Cauda e outras nadadeiras são emparelhadas, exceto a barbatana dorsal, que é única, alta e arqueada, estendendo-se até à base da cauda.

Uma das principais características que define esta variedade, são as nadadeiras caudais duplas. Além de longa e bifurcada, a barbatana caudal divide-se em quatro pontas, que parece um leque fluido.

Dentro desta variedade também se destacam os Kinguios Wakin, Veiltail, Jikin e Tosakin.

Kinguio Oranda

Kinguio Oranda

O Kinguio Oranda surgiu através da seleção de mutações do Kinguio Ryukin, que desenvolveram um “capuz” ou “wen” na cabeça. Esta é uma das variedades mais antigas de “Fancy Goldfish” desenvolvidas na Ásia. Acredita-se que tenha sido trazido da China para o Japão, entre 1789 e 1800.

Assim, passou a ser chamado “Oranda Shishigashira” e ainda hoje é muito apreciado na China e Japão.

A principal caraterística desta variedade de Kinguio é a cabeça coberta por uma massa carnuda chamada “wen” ou simplesmente capuz. A sua coloração pode variar entre vermelho, branco, preto, azul e cálico. Possui um corpo arredondado e robusto, com uma cauda dupla, nadadeiras dorsais e anais longas. O seu tamanho pode variar entre os 15 cm e 30 cm.

Kinguio Ryukin

Ryukin Sakura
Ryukin sakura

Embora não seja totalmente comprovado, existem indícios que levam a crer que o Ryukin tenha suas raízes na China e, posteriormente, tenha sido trazido para o Japão, através das Ilhas Ryukyu, que deram origem ao seu nome peculiar.

Além disso, especula-se ainda que o Ryukin tenha surgido mediante uma mutação ocorrida no Kinguio Wakin.

Este famoso tipo de “Fancy Goldfish” apresenta uma cabeça levemente “pontiaguda” e uma corcunda acentuada atrás da cabeça. Adicionalmente, suas nadadeiras podem ser tanto longas quanto curtas e sua cauda pode ser tripla ou quádrupla. A nadadeira dorsal é significativamente alta, enquanto a nadadeira caudal frequentemente ultrapassa o comprimento do próprio corpo.

Kinguio Bolha (Bubble Eye)

O Kinguio Bolha é uma variedade que possui grandes sacos cheios de líquido debaixo de cada olho, causando cegueira parcial, além de que podem ficar feridos e infectados, causando dor. Também não têm barbatana dorsal, pelo que possuem dificuldade em nadar, bem como o risco de lesões físicas, dificuldades de alimentação e uma duração de vida reduzida, em relação a outros Kinguios.

Essas características que tornam a vida do Kinguio Bolha mais desafiante também levantam debates e discussões éticas entre os entusiastas do aquarismo, uma vez que podem causar desconforto e sofrimento ao peixe.

Kinguio Telescópio

Kinguios Telescópio Blackmoor
Kinguio Black Moor

O Kinguio telescópio ou Peixe Zoiudo, é conhecido pelas longas nadadeiras, cores vibrantes e, acima de tudo, pelos seus olhos enormes, que parecem dois pequenos telescópios. Como a maioria das espécies de Kinguio, o peixe Zoiudo é originário da China. Esta espécie foi desenvolvida mediante reprodução seletiva nos anos 1700 e foi chamado de Olho de Dragão ou “Demekin” no Japão.

Kinguio Shubunkin

Kinguio Shubunkin

Acredita-se que o Kinguio Shubunkin tenha surgido pela primeira vez no Japão, por volta do ano 1900. O Shubunkin é um Kinguio Cálico, conhecido pela sua coloração variada, longas nadadeiras e natureza ativa. É parecido com o Kinguio Cometa, mas mais colorido e com padrões distintos, que podem incluir combinações de vermelho, laranja, amarelo, azul, preto e branco. Além disso, possui uma base de cor branca ou prateada, com manchas e marmorizações nas cores mencionadas.

Estes peixes são muito populares em lagos exteriores, mas também podem ser mantidos em grandes aquários.

Kinguio Ranchu

Este Kinguio é semelhante ao Kinguio Lionhead, mas com umas costas ainda mais curvadas.

Uma característica única na identificação destes Kinguios, é o facto de não possuírem barbatana dorsal e, assim como o Kinguio Oranda, possuem um capuz ou “wen”. A base da cauda dobra-se para dentro, que parece uma “corcunda”. 

Estas características comprometem a capacidade do Ranchu de controlar o corpo quando nada, tornando-o mais lentos e menos ágil. Este é mais um exemplo de uma variedade de Kinguio prejudicada pela sua anatomia puramente estética.

Do ponto de vista da saúde, são mais susceptíveis de sofrer de problemas de bexiga natatória do que a maioria dos outros Kinguios de corpo esguio, devido ao seu corpo demasiado curvado e arredondado.

Kinguio Pérola (Pearlscale)

O Kinguio Pérola foi desenvolvido na China no início do século XX, sendo mais tarde importado para o Japão, na década de 1950. O seu corpo é redondo, que se assemelha a uma laranja ou bola de golfe. Possui o ventre coberto por escamas que fazem lembrar pérolas, por ser translúcido e refletor.

Tanto o ventre arredondado como as escamas desenvolvem-se à medida que o peixe envelhece. Geralmente fácil de cuidar, mas suscetível à doença da bexiga natatória.

Kinguio Celestial 

Kinguios Celestial em aquário

Estes Kinguios não são especialmente resistentes e são um pouco delicados quando comparados com outros Kinguios mais “normais”, o que os torna menos adequados para iniciantes. Uma das características mais distintivas desses peixes é a aparência de seus olhos, que sobressaem do lado da cabeça e estão fixados em uma posição permanente, olhando para cima.

Essa peculiaridade resulta em uma visão limitada, tornando mais difícil para esses peixes encontrarem comida. Além disso, eles não possuem barbatana dorsal e, apesar de serem ativos, são péssimos nadadores e pouco ágeis.

É importante notar que estes peixes possuem características “debilitantes” e requerem cuidados e atenção especiais devido às suas necessidades e características específicas.

Kinguio Pompom

O Kinguio Pompom foi transportada de Xangai, na China, para o Reino Unido em 1936. É um peixe extravagante e imediatamente reconhecível, graças aos pequenos “pompons” que dão nome a essa variedade. Curiosamente, esses crescimentos de carne não são muito diferentes dos crescimentos que ocorrem na cabeça dos Kinguios Ranchu e Oranda.

É importante destacar que esses pompons não são naturais e surgiram como resultado da reprodução seletiva. Em alguns casos, esses pompons podem crescer tanto que há relatos deles sendo sugados para a boca durante a alimentação.

O que é um “Fancy Goldfish”?

O termo “Fancy Goldfish” refere-se a Kinguios criados especificamente para realçar certas cores, padrões e/ou características do corpo, chegando a ser extremamente extravagantes, quando comparados com Kinguios mais comuns.

Apesar de apresentarem muitos padrões de cor e características corporais diferentes, são todos da mesma espécie: Carassius Auratus.

Embora geralmente tenham os mesmos requisitos de qualidade de água que os Kinguios mais comuns, como os Cometas e Shubunkin, são geralmente mais sensíveis às flutuações da qualidade da água e alimentação. Na verdade, muitos requerem uma manutenção mais regular e dieta mais exigente, para garantir a sua saúde e bem-estar.

Infelizmente, algumas das modificações realizadas para alcançar características estéticas desejáveis podem acarretar problemas de saúde para esses peixes. Entre os problemas mais comuns estão dificuldades na natação, problemas respiratórios, maior suscetibilidade a infecções e doenças, bem como desafios na alimentação.

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *