Skip to content
Home » 5 Tubarões de Água Doce para aquário

5 Tubarões de Água Doce para aquário

  • by
Tubarao-Arco-iris

Provavelmente já ouviu falar de “tubarões” de água doce, que podem ser mantidos em aquários. Na verdade, estes peixes não são verdadeiros tubarões, mas sim peixes de água doce que apenas se parecem tubarões, com corpos em forma de torpedo e nadadeiras pontiagudas.

Embora sejam criaturas incríveis, fique sabendo que crescem bastante e necessitam de grandes aquários.

Sem mais demoras, veja qual “tubarão” de água doce é adequado para o seu aquário.

1. Labeo Bicolor (Tubarão de Cauda Vermelha)

Peixe Tubarão de Cauda Vermelha
Epalzeorhynchos bicolor

O Tubarão Bicolor é um peixe com uma aparência extremamente cativante, que se destaca pelo aspeto de tubarão, com semelhanças no corpo alongado e nadadeiras pontiagudas. É considerado um peixe resistente, ativo e de natureza semi-agressiva.

 A origem do seu nome é bastante óbvia, visto que maior parte do seu corpo é preto, exceto a barbatana caudal, que é vermelha.

Nativo das bacias do Chao Phraya na Tailândia, o Peixe Labeo habita riachos e rios de planície, com substrato rochoso ou arenoso. No entanto, lamentavelmente, foi considerado extinto em 2011, mas foi posteriormente verificado que ainda existe na natureza, apesar do seu número ser uma pequena fração do que já foi no passado.

Embora pareçam ser pequenos enquanto juvenis, um Tubarão de Cauda Vermelha adulto cresce até 13 – 15 cm e deve ser mantido em aquário de pelo menos 200 Litros. Estes peixes são omnívoros e solitários, tornando-se muito territoriais à medida que crescem, principalmente em relação aos membros da sua própria espécie. No entanto, podem conviver com outros peixes semi-agressivos e de tamanho semelhante.

2. Tubarão Arco-íris

Peixe Tubarão Arco-íris
Epalzeorhynchos frenatum

O tubarão-arco-íris tem um corpo cinzento, preto ou azul-escuro, com nadadeiras vermelhas ou cor de laranja vibrantes  Pertencem à família Cyprinidae e são peixes solitários e territoriais, chegando a ser semi-agressivos em relação a outros tubarões. Nativos de vários grandes rios do Sudeste Asiático, incluindo o Mekong, o Xe Bangfai e o Chao Phraya, predominantemente em rios, riachos e lagos com fundos arenosos. Geralmente vivem próximos das margens, alimentando-se de algas e plâncton.

Os tubarões-arco-íris adultos crescem até 15 cm de comprimento e devem ser mantidos em aquários entre os 200 e 300 Litros. Além disso, os companheiros de aquário devem ser escolhidos com cuidado, oferecendo muito espaço para nadar e muitos abrigos, de modo a evitar confrontos.

3. Tubarão Bala

Peixe Tubarão Bala
Balantiochelilus melanopterus

Se tiver um aquário muito grande, então vale a pena considerar o Tubarão Bala, visto ser um peixe relativamente fácil de cuidar, se forem proporcionadas as condições ideias, como parâmetros de água estáveis e espaço para nadarem livremente.

Embora, claro, não seja um verdadeiro tubarão, recebeu este nome porque possui uma nadadeira dorsal alta e o corpo em forma de torpedo.

Foram descobertos pela primeira vez por Pieter Bleeker em 1850, são originários do Camboja, Malásia, Sumatra, Tailândia e Kalimantan, onde habitam rios de caudal rápido. Lamentavelmente, nos últimos dez anos, a população de Tubarão Bala diminuiu em 50% e acredita-se que a demanda dos aquaristas e a poluição estejam entre os principais fatores que contribuíram para essa queda. Como resultado, o tubarão-bala agora é classificado como uma espécie vulnerável na Lista Vermelha da IUCN.

Membro da família dos ciprinídeos, tem um corpo prateado-metálico brilhante, com escamas bem definidas, olhos grandes escuros, cauda bifurcada e nadadeiras com contornos pretos.

Estes peixes devem ser mantidos em grupos de 4 ou 5 (nunca de 2). Embora possam ser mantidos sozinhos, tendem a ser tímidos e menos ativos. O Tubarão-bala crescer até 30 cm, então necessário um aquário muito grande com bastante espaço e, para um pequeno grupo de Tubarões-Bala, são necessários pelo menos 600 Litros.

Apesar da sua aparência, são considerados excelentes peixes de comunidade, principalmente quando mantidos com outros peixes robustos de tamanho médio a grande.

4. Comedor de algas siamês

O Comedor de Algas Siamês é muitas vezes chamado de pequeno tubarão de água doce, devido ao seu corpo esguio e longo em forma de torpedo, olhos grandes e cara pontiaguda. É um peixe da família Cyprinidae, originários do Sudeste Asiático, incluindo a Tailândia e a Malásia.

A sua cor é castanha ou dourada, com uma larga risca escura que vai da cabeça até ao início da barbatana caudal. As nadadeiras e a cauda são transparentes e podem chegar aos 15 cm de comprimento. Os Comedores de Algas Siameses são considerados uma espécie não agressiva e dar-se-ão bem com a maioria das outras espécies de peixes não agressivas e de tamanho semelhante. 

São peixes de cardume que gostam de nadar e comer juntos, então devem estar pelo menos 5 ou 6 no mesmo aquário. Em cardumes menores, os machos podem ficar estressados e territoriais.Também é possível manter apenas um comedor de algas siamês, principalmente se o espaço for limitado.

Um Comedor de algas siamês deve ser mantido num aquário de 200 Litros, ou maior quando mantido em grupos.

5. Pangasius

Tubarões Pangasius a nadar em aquário
Pangasius hypophthalmus

O termo “pangasius” ou “panga” é normalmente utilizado para designar o Tubarão Iridescente, também conhecido por: Panga, Pangasius ou Pangasius Sutchi. Estes peixes Nativos do Sudeste Asiático são considerados um grande compromisso, não só pelo seu grande tamanho, como também pela sua longevidade de 20 ou mais anos.

Quando adultos, adquirem uma cor cinza-escura sólida, mas este tom desenvolve-se gradualmente com a idade. Enquanto juvenis, apresentam uma pele escura que brilha sob a luz.

o tubarão iridescente precisa de muito espaço para nadar livremente, então deve ser mantido em aquários de pelo menos 2000 litros. Por outro lado, muitos argumentam que estes peixes apenas devem ser mantidos em grupos, em grandes lagos artificiais com muitos milhares de litros. Porque só assim podem viver confortáveis, com espaço para nadar livremente.

Além disso, estes tubarões são omnívoros e precisam de uma alimentação variada, para garantir que estão a receber todos os nutrientes necessários. 

Evite a todo o custo manter estes peixes em aquários pequenos e tente sempre pensar no futuro, para maximizar o conforto e saúde dos seus peixes. 

Leia também:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *